BMX

O que é BMX?

A palavra BMX tem como significado Bicycle (B) Moto (M) Cross (X).

O Free Style existe desde a década de 70 e foi inventado nos Estados Unidos. Suas primeiras manobras foram inventadas por pilotos mundialmente famosos como Bob Haro, Ron Wilkerson e Michael Domingues.

As crianças imitavam seus ídolos do motocross com suas bikes, construíam pistas e faziam corridas informais. Assim nascia um novo esporte com o apoio e o incentivo dos pais da criançada.

O BMX chegou com toda a sua força no Brasil em 1978, quando o bicicross estava crescendo, dando espaço a esse novo esporte radical. Este esporte é principalmente caracterizado pelo radicalismo e adrenalina que ele transmite, pois para executar as manobras é preciso coragem, disciplina, treino e muita ousadia.

Não é um esporte de moda e os pilotos se unem para atrair novos adeptos, buscando assim consolidar seu espaço dentro dos esportes convencionais promovendo campeonatos e estando sempre presente em eventos e shows de grande expressão.

Os atletas treinam exaustivamente buscando a perfeição, em respeito ao seu público.

Praticado com uma bicicleta de aro 20″, eles executam manobras que podem desafiar a gravidade, com giros e saltos no ar.

O BMX é dividido em duas partes o Race (corrida) e o Freestyle (estilo livre).
ícone voltar ao topo
Voltar ao topo
Modalidades

No BMX Free Style encontramos 5 modalidades são elas: Street, Mini Ramp, Dirt Jump, Flatland, Vertical. O que difere um estilo do outro é o local e a forma de como são executadas as manobras. O BMX Freestyle é dividido em cinco modalidades são elas:

  • Dirt jump
  • Vertical
  • Street
  • Mini-Ramp
  • Flatland
  • Estas modalidades são divididas em 4 categorias sendo:
  • Iniciante
  • Amador
  • Expert
  • Master (pilotos acima de 30 anos), estas na respectiva ordem crescente de nível profissional Atleta.

Modalidades

O Dirt Jump é praticado em rampas de terra, com alturas e distâncias variadas, podem ser rampas únicas, doubles, ou sequenciais chamadas de trails, ou ate rampas de madeira tipo mesa, as manobras tem evoluído de uma maneira que são as mais impossíveis como double back flip e 360º backflip, back flip tail whip entre outras.

O Vertical é executado em uma rampa em forma de “U”, denominada Half Pipe, com manobras nas laterais (bordas) e nos chamados aéreos (vôos para fora da rampa) onde os atletas buscam executar manobras de alto grau de dificuldade o mais alto possível no dois lados da rampa.

O Mini Ramp tem uma altura e tamanho inferiores ao Vertical, realizam-se manobras de bordas, associadas a manobras de salto e aéreos geralmente em rampas de madeira, esta modalidade tem muitos adeptos, pois se usam manobras do DIRT, FLAT e STREET, com um grau técnico que aumenta com as manobras mais ousadas, muitas vezes são adaptados obstáculos ao Mini Ramp como spines, sub-box e wall ride que acrescentam dificuldade e radicalidade a session.

O Street é praticado nas ruas como o próprio nome já diz ou em pistas que simulem ruas que tenham corrimões, escadas e rampas, dos mais variados tipos como spines, fun box, 45º, quarters, savanas entre outros, neste são usadas manobras do MINI-RAMP, DIRT ,VERT e até do FLATLAND.

O Flatland é uma apresentação no solo sem rampas ou pulos, considerado o mais livres dos estilos onde cada piloto faz sua session buscando dificuldade e equilíbrio aliados a criatividade.

O Street e o Flatland são os mais praticados pelos brasileiros.

O que mais excita esses pilotos é o desafio, a busca da manobra perfeita e claro, o resultado que todo esse esforço gera no público que busca assistir esse esporte, criando uma relação de identificação com os atletas.

O uso de equipamento de proteção: joelheira, caneleira, cotoveleira e luvas além é claro do capacete é recomendado para todos os esportes que envolvem risco.

É importante lembrar que o risco pode ser diminuído mas ele sempre existe.

Modalidades

O BMX se divide em duas modalidades, o BMX Racing (corrida) e o BMX Freestyle (Manobras).

Já o Freestyle (estilo livre) também é dividido em modalidades, sendo diferenciadas pelo local e a forma de como são executadas as manobras.Dirt Jumping

É praticado em rampas de terra, com alturas e distâncias variadas, podem ser rampas únicas, doubles, ou sequencias chamadas de trails. As manobras são uma mistura das manobras vistas no vert com os grandes saltos do bicicross.Vert

Vert ou Vertical é praticado em uma rampas com formato de “U”, denominada Half-Pipe, com manobras nas bordas e nos chamados aéreos (vôos para fora da rampa) onde os atletas buscam executar manobras de alto grau de dificuldade o mais alto possível no dois lados da rampa. É uma modalidade com um belo visual para espectadores.Street

É praticado nas ruas, os obstáculos são tudo o que possa ser encontrado, desde escadas, corrimãos, paredes, bancos, monumentos e etc. As manobras combinam o Dirt, o Vert e o Flatland são executadas ao se transpor algum obstaculo, e o que vale é a criatividade em cada obstáculo encontrado pelas ruas.Park

É praticado em percursos fechados (skateparks ou bikeparks) onde se encontram obstáculos que, inicialmente, procuravam simular os obstáculos das ruas, mas atualmente já possui um desenho próprio, com rampas para aéreos e para saltos, bancadas, muros e paredes, e possui ainda hoje algumas poucas simulações de obstáculos encontrados nas ruas, como escadas e corrimãos.Flatland

É praticado em áreas planas e sem obstáculos, as manobras são um desafio de equilíbrio, criatividade e agilidade que podem ser estáticas (usando travões) ou com muito movimento (sem os travões). Os atletas ou artistas buscam executar varias combinações e variações seguidamente sem interrupção do movimento entre uma manobra e outra.

A Bicicleta utilizada no flatland é a mais diferenciada entre as usadas nas outras modalidades do freestyle.

Regulamento

Para campeonatos da ABBMX:

Atletas poderão competir, estando ciente e de acordo com o regulamento da ABBMX.

Quando um atleta nunca participou de eventos organizados pela ABBMX ele automaticamente será da categoria iniciante sendo essa a sua vontade, cabendo ao diretor técnico a sua aprovação assim como a sua designação em sua categoria.

Subindo de categoria: O atleta pode subir de categoria sempre que quiser, sabendo que não poderá descer mais, por exemplo, uma vez na categoria expert o atleta não pode mais competir na amador e assim também no caso de ele competir na categoria amador não pode mais voltar a ser iniciante.

A Diretoria da ABBMX tem todo o direito de designar o atleta na sua respectiva categoria. Ex.: Se for observado que um atleta está com um nível superior a sua categoria ele será transferido a sua categoria correta.

A Diretoria não tem o poder para rebaixar qualquer atleta de sua categoria. Ex.: Se o atleta estiver na categoria Expert e não estiver tendo grandes resultados a Diretoria jamais poderá rebaixá-lo para a categoria amador.

Categoria Master: esta categoria é livre para pilotos de todas as categorias desde que tenham mais de trinta anos e paguem a inscrição referente a esta categoria.

Campeonatos Open: são chamados assim os campeonatos onde todo piloto pode andar sem compromisso com a categoria, ou seja, expert anda com amador e iniciante juntos, independente de colocações e ranking anterior.
Os campeonatos organizados e representados pela ABBMX terão um padrão/ formato a ser seguido, este definido pela diretoria e aceito pelos sócios competidores no ato do evento.

O julgamento dos atletas durante o evento ou campeonato é de responsabilidades dos juizes, sendo eles sempre três pessoas de nível de conhecimento reconhecido no esporte, estes a serem definidos pelo diretor técnico e com aval da diretoria de acordo com a modalidade e o local as ser organizado o evento ou campeonato.

A quantidade de voltas, sessions, jumps ou o tempo fica a ser definida pelo diretor técnico em um consenso com os juizes, de acordo com as condições de terreno, clima e tempo disponível no campeonato, esta exposta anteriormente aos atletas que somente participarão após estarem de acordo.

Um campeonato pode ser ou não valido pelo ranking, este a ser definido pela diretoria de acordo com o tamanho a abrangência e a ocasião.

Fábio G. SilvaO que é BMX?
Leia mais